Lenha Cortada e Contemplação

Land Nature Stewardship
portugal-flag-icon
Durante a tarde de hoje procedemos ao corte de mais resíduos vegetais que temos vindo a acumular desde Março passado. Já falta pouca coisa e vamos ver se há tempo para cortar tudo em pedaços pequenos antes da chegada da chuva e do frio. Deste corte de hoje, resultaram dois carrinhos de mão de lenha que adicionámos ao nosso telheiro.

Depois do esforço chegou o momento de contemplação. Observar os trevos que fixam os nutrientes no solo, as urtigas que acumulam nutrientes e nos diponibilizam através das suas folhas que utilizámos ainda hoje a meio do dia, no batido do almoço, as laranjas a desenvolverem-se na árvore, preparando a nossa nutrição dos próximos meses e óleos macerados com as suas cascas para criarmos produtos de higiene pessoal, os chilrear dos pássaros doidos no seu frenezim de alimentação por toda a disponibilidade de insectos, aracnídeos, anfíbios e gastrópodes. O caminhar de chinelos pelas ervas húmidas, refrescando os pés nesta tarde quente de inverno ao sabor do clima que só o nosso país sabe oferecer. O cheiro da lenha que queima na bailarina produzindo a precisosa água quente para o banho da tarde! Isto sim, é verdadeira riqueza! 😉

 

 

Advertisements