O Espaço Permabio em Outubro de 2017

Aos poucos, o solo vai melhorando com a nossa ajuda, as plantas vão agradecendo, crescendo e cumprindo as suas funções. A nós resta observar, adaptar e orientar a evolução do espaço adicionando mais diversidade e quantidade de espécies no sentido de optimizar ao máximo o nosso trabalho de regeneração. Esta semana fizemos mais propagações e transplantações que em breve incorporarão o sistema. Aqui ficam algumas imagens do espaço nesta altura do ano.

Anúncios

Aproveitando os dias de Sol

Esta semana tivemos a oportunidade de visitar um espaço que não apreciamos pelo conceito nem pela artificialidade imposta à paisagem, mas especialmente por um cantinho mais escondido nos seus limites, onde ainda se encontra provavelmente um dos poucos sobrais desta região. Aproveitámos para comer e recolher sementes de medronho, bolotas germinadas com plântula e alguns sobreiros pequenos com raiz que esperamos conseguir propagar.

 

Recebendo Família

Esta semana ao mesmo tempo que fazíamos a manutenção dos conceitos recebemos a visita dos meus pais que deram uma ajuda preciosa, seja a brincar e a cuidar da neta enquanto trabalhávamos com afinco, ou mesmo metendo as mãos na massa, lixando e pintando connosco! 😉 Ainda nos trouxeram um novo Limoeiro e uma Laranjeira que plantámos em família e que a Gaia fez questão de ir regar interrompendo as suas “tarefas” na sua nova cozinha exterior feita com materiais reciclados ou reutilizados! 😉

Manutenção da Cozinha / Telheiro Exterior / Sistema de Captura de Água da Chuva

Tratámos as maiores peça de madeira do nosso sistema de cozinha/telheiro exterior, que estão em contacto com os elementos, ou seja a portada/balcão e o estrado de paletes à entrada. No balcão aplicámos uma nova cor para fazer a ligação visual com as telas do yurt e ainda limpámos o telhado e o sistema de captura de água da chuva para podermos recolher preciosas centenas de litros que virão por aí nos próximos tempos! 😉

 

Manutenção do WC Atrelado e da porta do Yurt

Também o WC Atrelado foi alvo de manutenção. As portas foram desmontadas individualmente, lixadas e “hidratadas” com protector de madeira incolor. Todas as paredes e recantos foram tratados com o mesmo produto aquoso incolor e ainda adicionámos alguns pormenores de ferragens que reutilizámos de outros conceitos e que aplicámos no interior do atrelado. Adicionámos silicone em alguns pontos críticos e um mecanismo de fecho por pressão da tampa da janela evitado que esta oscile com ventos fortes, minorizando desta forma, a entrada de água para o parapeito da janela. Adicionámos por fim um cabide metálico reutilizado que utilizamos para pendurar toalhas junto à cabine de duche. Ainda ficaram alguns pormenores por concluir que esperamos poder finalizar em breve. A porta do nosso Yurt foi também desmontada, lixada e tratada, o aro branco foi novamente pintado e protegido com mais intensidade no topo superior evitando que a água fique “a moer” a madeira. As ombreiras foram tb restauradas à sua velha glória, ficando apenas por substituir as borrachas vedantes. Depois de remontada, a porta foi nivelada e ajustada à sua posição original! 😉

Protegendo o Abrigo Hobbit e o WC das Visitas

Na última semana temos andando extremamente ocupados a tratar da preparação dos espaços para a chegada do inverno. Esta semana foi imperativo fazer a manutenção de todas as madeiras antes de começar a chover. Depois deste verão, é necessário “hidratar” a madeira com um protector aquoso, para dentro do possível extendermos a duração dos materiais e dos nossos conceitos. Iniciámos os trabalhos com várias camadas de proteção no abrigo hobbit e aproveitámos finalmente para introduzir alguma cor na porta da WC das visitas. Lixámos, desmontámos ferragens, pintámos e protegemos a madeira. Estão como novos! 😉

 

A Mini Cozinha Exterior da Gaia

Pois é! Já andava a prometer há um tempo, criar um espaço para nossa menina brincar no exterior com os seus recipientes e panelinhas. Este conceito não foi imposto, pois uma das suas actividades favoritas é mesmo brincar ao “faz de conta que cozinha”, pois vê-nos diariamente a preparar refeições de raiz e pelo meio gosta de participar e lá vai petiscando para abrir o apetite.

Reutilizando única e exclusivamente materiais, rapidamente adaptei o nosso velho forno solar, que já não nos servia pois além de grande e pesado, foi um conceito muito inicial sem grande planeamento e que se tornou pouco prático de manusear. Estava armazenado e necessitado de manutenção, pelo que decidi dar-lhe uma nova vida através desta mini cozinha exterior amovível e transportável.

Com os restos da cobertura do telheiro exterior feito há dois anos e os restos da construção do módulo amovível da carrinha de há dois meses lá se concluiu o conceito! A utilizadora principal parece-nos bastante satisfeita e quis participar em todas as etapas do processo! 😉